domingo, 3 de julho de 2011

Racismo? Tô fora!



E porque não dissemos nada...

Na primeira noite, eles se aproximam
e colhem uma flor de nosso jardim.
E não dizemos nada.

Na segunda noite, já não se escondem,
pisam as flores, matam nosso cão.
E não dizemos nada.

Até que um dia, o mais frágil deles, entra
sozinho em nossa casa, rouba-nos a lua,
e, conhecendo nosso medo,
arranca-nos a voz da garganta.

E porque não dissemos nada,
já não podemos dizer nada.

Maiakovski



Como eu não me importei com ninguém
Primeiro levaram os negros
Mas não me importei com isso
Eu não era negro
Em seguida levaram alguns operários
Mas não me importei com isso
Eu também não era operário
Depois prenderam os miseráveis
Mas não me importei com isso
Porque eu não sou miserável
Depois agarraram uns desempregados
Mas como tenho meu emprego
Também não me importei
Agora estão me levando
Mas já é tarde.
Como eu não me importei com ninguém
Ninguém se importa comigo.

Bertold Brecht (1898-1956)



Já não havia mai ninguém para reclamar
Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu.
Como não sou judeu, não me incomodei.
No dia seguinte, vieram e levaram
meu outro vizinho que era comunista.
Como não sou comunista, não me incomodei .
No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico.
Como não sou católico, não me incomodei.
No quarto dia, vieram e me levaram;
já não havia mais ninguém para reclamar…

Martin Niemöller, 1933
- símbolo da resistência aos nazistas -

Apesar de toda a modernidade vivida pelas sociedades atuais, infelizmente ainda é comum encontrarmos casos de preconceito e discriminação por causa de diferenças raciais. Nas teorias da lei e nas práticas do cotidiano, o racismo é uma atitude que deve ser abolida, mas ainda hoje, muita gente nem sabe o que é.
Por isso, é bom esclarecer algumas dúvidas sobre o que é o RACISMO.
Segundo a enciclopédia Wikipedia, o racismo é a tendência do pensamento, ou do modo de pensar em que se dá grande importância à noção da existência de raças humanas distintas e superiores umas às outras. Onde existe a convicção de que alguns indivíduos e sua relação entre características físicas hereditárias, e determinados traços de caráter e inteligência ou manifestações culturais, são superiores a outros.
 


 O racismo não é uma teoria científica, mas um conjunto de opiniões pré-concebidas onde a principal função é valorizar as diferenças biológicas entre os seres humanos, em que alguns acreditam ser superiores aos outros de acordo com sua matriz racial. A crença da existência de raças superiores e inferiores foi utilizada muitas vezes para justificar a escravidão, o domínio de determinados povos por outros, e os genocídios que ocorreram durante toda a história da humanidade.
Foi baseado na idéia de superioridade de raças, que o nazismo exterminou um grande número de judeus, mas se engana completamente quem pensa que ele foi o único. Durante o período colonial, influenciado pelo imperialismo, potências como a Inglaterra, os EUA, e diversos outros países invadiram terras e destruíram a população com a desculpa de que levavam o desenvolvimento. 


 Quem acha que o racismo é coisa do passado também se engana. Com a internet e a possibilidade do anonimato, multiplicou-se o número de pessoas que defendem idéias de superioridade de raças. Quem duvidar basta procurar por blogs, comunidades e grupos que se utilizam do meio digital para disseminar o preconceito. 
 
Digam não ao racismo contra qualquer tipo de preconceito, que seja pela cor da pele, opção sexual, regionalidade, etc... Preconceito não devia existir nem nos tempos antigos e nem nos atuais. Exclua isso da sua vida e seja feliz respeitando as diferenças do próximo... Já diz a Biblía "Amais uns aos outros"

Aqui vai um link de um site muito legal, nele você poderá denunciar não só o Racismo mais qualquer outro tipo de  violência contra os direitos humanos. Denuncie já!
 
Fonte: Blog da Amanda Tôrres (Blogspot) e Revista Afro.com online

Nenhum comentário:

Postar um comentário